fbpixel
Etiquetas: ,
5
(1)

Para escapar dos problemas gerados pelo uso da função delay(), uma possível solução é a usar função millis(). Desde a primeira utilização do Arduino, a função delay() é empregada para gerir as instruções em função do tempo, mas o seu maior problema é que ela bloqueia a execução do resto do código. Isso pode ser muito limitante quando se trabalha com diversos componentes (gestão de vários LEDs ou sensores). Veremos neste tutorial como utilizar a função millis() para substituir a função delay().

Descrição da função millis()

A função millis() não toma parâmetros e devolve um valor que representa o número de milissegundos transcorridos desde que o Arduino foi ligado. O valor é do tipo unsigned long (unsigned long, 4-bytes ou 32-bits). O valor máximo a que pode chegar é 4.294.967.295 ou 49 dias.

Obs: Existe também a função micros(), que funciona com o mesmo princípio, mas devolve em microssegundos.

void setup() {}

void loop() {
  Serial.print("Milliseconds since ignition: ");
  Serial.println(millis())
  delay(200);
}

Substituir a função delay()

Nos primeiros exemplos do Arduino, usamos a função delay() para executar um bloco de código periodicamente. Contudo, esse não é exatamente o seu propósito, já que a função bloqueia a execução do código. A função millis() é muito mais apropriada para esse objetivo.

Voltemos ao exemplo Blink. Usamos a função delay() para piscar um LED a cada 200 milissegundos.

void setup() {
  pinMode(13,OUTPUT);
}

void loop() {
  digitalWrite(13,HIGH);
  delay(200);
  digitalWrite(13,LOW);
  delay(200);
}

Para substituir este código por uma estrutura com milis(), a ideia é criar uma variável para guardar na memória, a cada iteração, o valor de tempo decorrido e depois compará-lo com o valor de tempo atual. A cada intervalo, invertemos o estado do LED com o operador “! “.

unsigned long currentTime=0;
unsigned long previousTime=0;
bool ledState=LOW;

void setup() {
  Serial.begin(9600);
  pinMode(13,OUTPUT);
}

void loop() {
  currentTime=millis();
  if((currentTime-previousTime)>200){
    previousTime=currentTime;
    ledState=!ledState;
    digitalWrite(13,!ledState);
    Serial.print(F("LED State : "));Serial.println(ledState);
  }
}

Recriamos o exemplo Blink acrescentando a capacidade de executar o código ainda que o intervalo de tempo não tenha transcorrido. Neste código, o LED liga e desliga a cada 200ms.

Definir diferentes intervalos de tempo

Caso queira criar ciclos ON e OFF com diferentes durações, é possível alterar o intervalo de tempo em função do estado do LED.

unsigned long currentTime=0;
unsigned long previousTime=0;
unsigned long interval,interval1=200, interval2=1000;
bool ledState=LOW;
void setup() {
  Serial.begin(9600);
  pinMode(13,OUTPUT);
}

void loop() {
  currentTime=millis();
  if(ledState){
    interval=interval2;
  }else{
    interval=interval1;
  }
  if((currentTime-previousTime)>interval){
    previousTime=currentTime;
    ledState=!ledState;
    digitalWrite(13,!ledState);
    Serial.print(F("LED State : "));Serial.println(ledState);
  }
}

Este código permite acender o LED durante 200ms a cada segundo.

Para ir além

Vale observar que a função millis() utiliza temporizadores internos do microcontrolador e pode ser perturbada pelo uso de interrupções ou de outras bibliotecas.

Para uma programação mais avançada, é possível usar bibliotecas de gestão de temporizadores (Timer.h,Timer2.h, TimerOne.h, etc.)

Também é possível manipular os registros do microcontrolador para configurar os temporizadores internos.

Fontes

Retrouvez nos tutoriels et d’autres exemples dans notre générateur automatique de code
La Programmerie

How useful was this post?

Click on a star to rate it!

Average rating 5 / 5. Vote count: 1

No votes so far! Be the first to rate this post.

As you found this post useful...

Follow us on social media!

We are sorry that this post was not useful for you!

Let us improve this post!

Tell us how we can improve this post?